Lisboa 2018-08-06T17:36:14+00:00

Project Description

LISBOA

De 11 a 16 de novembro

Comece já a sua inscrição para o StartOut Brasil – Ciclo Lisboa 2018!

As inscrições vão de 27 de julho até 20 de agosto!

Inscreva-se aqui!

CRONOGRAMA

Inscrições: 27/07 a 20/08 (atenção: o formulário deve ser preenchido em português)

Processo de seleção: 21/08 a 13/09

Resultado final: 14/09

Capacitação e mentoria: 19/09 a 02/11

Workshop presencial: Outubro (data e local a confirmar)

Imersão em Lisboa: 11 a 16/11

Avaliação e monitoramento de resultados do ciclo: Dez/18 a Jun/19

CAPACITAÇÃO E MENTORIA

As startups aprovadas e selecionadas para o Ciclo Lisboa passarão por um processo de preparação para a missão que terá duração de um a dois meses e que incluirá as seguintes atividades:

  • Webinar de boas-vindas com a equipe de realizadores do programa e especialistas convidados;
  • Sessões de consultoria com especialistas em expansão internacional;
  • Interação com mentores com experiência no mercado português;
  • Acesso à trilha para internacionalização de startups na Plataforma Passaporte para o Mundo da Apex-Brasil;
  • Sessões de treinamento de pitch online;
  • Workshop presencial (warm-up);
  • Sessões de consultoria após o retorno da missão, para suporte e orientação com relação aos próximos passos.

MISSÃO

Durante a missão, os empreendedores terão agenda voltada à prospecção de clientes, parceiros e investidores e à conexão a ambientes de inovação, com acesso a:

  • Workshops com a presença de prestadores de serviços, empreendedores e especialistas de mercado locais;
  • Apoio de matchmaker para a realização de reuniões com potenciais parceiros de negócios;
  • Visitas de imersão ao ecossistema de inovação de Lisboa, como aceleradoras, incubadoras, instituições de apoio ao empreendedorismo e empresas locais;
  • Treinamento de pitch internacional presencial.

PÚBLICO-ALVO

Empreendedores brasileiros de negócios tecnológicos, que desejam realizar uma imersão no ecossistema de empreendedorismo português e expandir seus negócios para Portugal.

O programa selecionará startups brasileiras já estabelecidas, que estejam faturando (preferencialmente acima dos R$ 500 mil) ou que tenham recebido algum tipo de investimento.

É importante também que as empresas tenham 100% da equipe dedicada ao negócio e que demonstrem capacidade de se expandir internacionalmente sem comprometer suas operações no país.

CUSTOS

A participação em todas as atividades da missão (ex.: mentorias, workshops, matchmaker, treinamento de pitch internacional, etc.) é gratuita a todos os participantes.

As despesas com passagens aéreas, seguro viagem, hospedagem, alimentação e deslocamento para os eventos relacionados ao programa (incluindo o warm-up presencial e a missão internacional) correm por conta dos participantes. Mas atenção: as cinco empresas mais bem colocadas no processo de seleção terão uma passagem aérea de ida e volta custeada pelo programa. Poderá ser oferecida ajuda de custo adicional de acordo com critérios definidos até a realização da missão.

LISBOA

O interesse pela descoberta e pela exploração de novos territórios permanece até hoje no DNA português. E agora, a capital de Portugal canalizou esse ímpeto desbravador para se tornar uma das mais competitivas, criativas e inovadoras cidades da Europa. E parece estar conseguindo. Lisboa está emergindo rapidamente no mapa europeu de startups. Diz-se, inclusive, que está seguindo os caminhos da capital alemã e se tornando a ‘Berlim do Sul’.

Baixo custo de moradia e alta qualidade de vida aliados a uma juventude talentosa e uma cultura de empreendedorismo criativo, sem falar da facilidade do idioma, conferem a Lisboa as condições ideais para abrigar startups brasileiras que queiram se aventurar em uma das mais novas cidades tecnológicas da Europa.

Lisboa conta atualmente com cerca de 200 a 300 startups instaladas, 15 incubadoras, 20 programas de aceleração e uma grande comunidade de investidores anjos e de venture capital. Comparado com os ecossistemas de Berlim e Paris, isso pode até parecer pouco, mas o ritmo de evolução do ecossistema vem surpreendendo.

A cidade foi classificada, por estudo apoiado pela Allianz Kulturstiftung, fundação alemã de companhia de seguros, como a quinta comunidade de startups de melhor desempenho na Europa, à frente de vizinhos como Estocolmo e Dublin. Um caso de sucesso em Lisboa é a CrowdProcess, uma ferramenta de P&D usada por bancos para prever empréstimos ruins, que foi considerada a melhor fintech europeia depois de ganhar a competição de pitches da Money 20/20 em 2016.

Um exemplo do empenho português em se tornar referência no ecossistema de startups é o Hub Criativo de Beato, um projeto tocado pela Startup Lisboa e a Câmara Municipal da cidade, que abrigará em 25 prédios distribuídos por 35.000 m² um sem número de incubadoras nacionais e internacionais, aceleradoras, casas de arte e etc.

Assim, não é de se surpreender que o Web Summit, maior conferência de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa, tenha selecionado a capital portuguesa para sediar seu evento no triênio 2016-2018. A próxima edição do Web Summit, que reúne milhares de participantes à procura de uma oportunidade de negócio, deverá inclusive ocorrer em data próxima à missão de startups brasileiras.

CONTATO

Em caso de dúvidas, envie um e-mail para contato@startoutbrasil.com.br.

Inscreva-se aqui!