Dicas de pitch para empreendedoras

“É imprescindível demonstrar paixão pelo seu trabalho”, afirma Patrícia Tavares, cofundadora e CEO da Neuralmind, startup vencedora do Melhor Pitch do Ciclo Lisboa 2021 do StartOut Brasil. A empreendedora, formada em engenharia de produção, conta que desde o início esteve mergulhada em espaços masculinos. Mas, nem por isso, se deixou intimidar. 

Patrícia começou a sua carreira na indústria automotiva, e percebeu que suas habilidades eram mais direcionadas ao planejamento, estratégia e marketing. Quando teve a oportunidade de desenvolver a Agência de Inovação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), assumiu o desafio e não olhou para trás. 

O parceiro que a chamou para este projeto foi o mesmo com quem fundou a Neuralmind. A startup desenvolve produtos em inteligência artificial para automatizar tarefas repetitivas e liberar o esforço humano a trabalhos que exigem o que só pessoas conseguem fazer. 

Como porta-voz da startup e vencedora de melhor pitch do Ciclo Lisboa 2021, Patrícia lista algumas dicas para empreendedoras que estão prestes a enfrentar o mesmo desafio.

Patrícia Tavares, cofundadora e CEO da Neuralmind, participou do Websummit com a delegação do StartOut Brasil

A primeira delas é, sem dúvida, a autoconfiança. “É muito importante acreditar que se tem a capacidade de aprender e alcançar aquilo que se deseja. Não existem diferenças cognitivas entre homens e mulheres. Muito do que passamos é uma espécie de baixa autoestima que nos causa uma insegurança tremenda. Não podemos deixar que ela prevaleça”, diz. 

Preparação é outro ponto essencial. Segundo Patrícia, quem está apresentando seu pitch precisa entender todos os processos da empresa, como funciona um negócio inovador, como captar investimentos e ter na ponta da língua todas as respostas para as possíveis perguntas da banca. “As questões não costumam mudar. Os investidores querem saber se o produto está validado, qual o faturamento. Nisso os treinamentos de pitch do StartOut são muito úteis. Existe um formato padrão já definido, é preciso  segui-lo.”

Treinar, treinar e treinar. Patrícia aconselha que a apresentação seja feita para conhecidos, familiares, na frente do espelho, o quanto for possível. Ela também recomenda assistir outras pessoas apresentando seus pitches, se for possível, em edições anteriores do mesmo evento. Se for o caso, faça um curso de oratória, para garantir que sua mensagem será passada da forma mais clara possível. 

Patrícia recomenda que não se tenha medo de receber feedbacks duros, eles são os mais úteis de todos. Aproveite todas as oportunidades que tiver para conversar com pessoas mais experientes e que possam te ajudar na sua trajetória.

“Você tem que ser a pessoa que mais acredita na sua ideia, porque isso fica evidente no momento da apresentação. E pense que você só tem três minutos para passar sua primeira impressão nos investidores. O que você quer deixar na cabeça deles? Tenha uma voz forte e uma ideia marcante”, finaliza a empresária, que nasceu no dia 8 de março: Dia Internacional da Mulher. 

Período Eleitoral

Atendendo à legislação eleitoral vigente, algumas restrições serão implementadas no site do StartOut, com alguns dos conteúdos temporariamente retirados do ar, incluindo o blog.