A importância da mentoria na internacionalização de startups

 

Empreendedor, Investidor e Advisor, Geraldo Neto tem se dedicado a internacionalização de startups. Por isso, foi convidado pelo programa StartOut Brasil para mentorar os empreendedores selecionados para participar da missão em Miami. De acordo com ele, o programa tem fundamental importância na formação, feedbacks e experiência internacional para os empreendedores testarem suas ideais, produtos e modelos de negócio.

“Acredito muito nesse trabalho executado pelo StartOut, que apoia a mudança de mindset dos empreendedores. As empresas foram muito bem nas apresentações e ganharam uma excelente experiência com as mentorias e as atividades”, comenta o Mentor.

Neto diz que o apoio de mentores é um diferencial importantíssimo para o crescimento do empreendedor, pois encurta caminhos, ajuda em conexões que podem fazer a diferença nos primeiros anos. Porém, para aproveitarem ainda mais esses momentos, ele recomenda que as empresas façam perguntas importantes para o seu negócio ou focadas nos cuidados na hora de iniciar o processo de internacionalização.

Além disso, ele ressalta que, antes de fazer negócios no exterior, é necessário avaliar a necessidade de internacionalização, o valor aplicado no produto ou serviço, a concorrência direta e indireta, os modelos de negócios e os canais de distribuição e vendas. Depois dessa análise, Neto ainda dá mais duas dicas:

  • Use o modelo “faça você mesmo”. Não transfira para ninguém a responsabilidade da internacionalização. Se preciso, contrate profissionais para ajudá-lo, mas não para fazer por você.
  • Assegure que questões importantes da empresa que a fizerem chegar até onde chegou sejam mantidas. Depois que você entender como funciona de verdade com as suas próprias experiências, você estará pronto para contratar pessoas para expandir.

Segundo o mentor, independente do estágio em que a empresa se encontra, se o empreendedor tiver a determinação necessária para internacionalizar seu negócio, esta terá sucesso no exterior. “Hoje, morando nos Estados Unidos, posso realmente ajudar os empreendedores que têm a garra necessária para a grande aventura de internacionalizar sua empresa. Digo aos brasileiros que o segredo é não ter medo, se preparar e acreditar que dá para fazer. Tenho ajudado muitas empresas a vender seus serviços fora do Brasil orientando sobre a melhor estrutura da empresa para suportar o processo de internacionalização”, finaliza Neto.

2019-02-06T09:46:35+00:00