Miami

[fusion_builder_container background_parallax=”none” enable_mobile=”no” parallax_speed=”0.3″ background_repeat=”no-repeat” background_position=”left top” video_aspect_ratio=”16:9″ video_mute=”yes” video_loop=”yes” fade=”no” border_size=”0px” padding_top=”20″ padding_bottom=”20″ hundred_percent=”no” equal_height_columns=”no” hide_on_mobile=”no”][fusion_builder_row][fusion_builder_column type=”1_1″ layout=”1_1″ spacing=”yes” center_content=”no” hover_type=”none” link=”” min_height=”” hide_on_mobile=”no” class=”” id=”” background_color=”” background_image=”” background_position=”left top” undefined=”” background_repeat=”no-repeat” border_size=”0″ border_color=”” border_style=”solid” border_position=”all” padding_top=”0px” padding_right=”10%” padding_bottom=”0px” padding_left=”10%” margin_top=”” margin_bottom=”” animation_type=”” animation_direction=”left” animation_speed=”0.1″ animation_offset=”” last=”no”][fusion_title margin_top=”” margin_bottom=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” size=”1″ content_align=”center” style_type=”none” sep_color=””]

MIAMI

[/fusion_title][fusion_imageframe lightbox=”no” style_type=”none” hover_type=”none” bordersize=”0px” borderradius=”0″ align=”center” linktarget=”_self” animation_type=”0″ animation_direction=”down” animation_speed=”0.1″ hide_on_mobile=”no”] [/fusion_imageframe][fusion_title margin_top=”” margin_bottom=”” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” size=”1″ content_align=”center” style_type=”none” sep_color=””]

3º trimestre/2018

[/fusion_title][fusion_separator style_type=”none” hide_on_mobile=”small-visibility,medium-visibility,large-visibility” class=”” id=”” sep_color=”” top_margin=”20px” bottom_margin=”” border_size=”” icon=”” icon_circle=”” icon_circle_color=”” width=”” alignment=”center” /][fusion_imageframe image_id=”1130″ style_type=”none” stylecolor=”” hover_type=”liftup” bordersize=”0px” bordercolor=”” borderradius=”0″ align=”center” lightbox=”yes” gallery_id=”” lightbox_image=”” alt=”” link=”” linktarget=”_self” hide_on_mobile=”no” class=”” id=”” animation_type=”” animation_direction=”down” animation_speed=”0.1″ animation_offset=””]http://www.startoutbrasil.com.br/wp-content/uploads/2017/11/Miami-6-1-e1510319536298.jpg[/fusion_imageframe][fusion_separator style_type=”none” top_margin=”50px” alignment=”center” /][fusion_text]

[fusion_dropcap color=”” boxed=”yes” boxed_radius=”50%” class=”” id=””]L[/fusion_dropcap]onge de ser apenas uma cidade de praia e veraneio, Miami vem rapidamente se destacando na cena do empreendedorismo norte-americano. Jovem, diversificada e inovadora, com incentivos inegáveis, como habitação acessível, sem impostos estaduais ou municipais, a conexão com a América Latina, o afluxo de visitantes de todo o mundo e um número cada vez maior de novos empreendimentos e oportunidades, a cidade vem se inserindo entre os principais polos de inovação dos EUA.

Miami-Fort Lauderdale, por exemplo, foi considerada a região metropolitana com a maior atividade de startups, à frente de Austin, Los Angeles, San Diego e Las Vegas, pelo Kauffman Foundation Index, que monitora a criação de novos negócios.

O relatório da Kauffman classificou também Miami como a segunda área metropolitana com a maior porcentagem de empresas de propriedade de imigrantes. E como quase metade das startups que aterrissaram na cidade no último ano são estrangeiras, e ciente de sua vocação cosmopolita, Miami tem-se preocupado em criar um ambiente propício para o estabelecimento de startups que vêm de fora.

Exemplo desse esforço foi a instalação do StartHub, uma aceleradora e espaço de co-working especializada em ajudar companhias internacionais a lançar suas operações nos EUA. A atuação da Endeavor Miami, uma organização sem fins lucrativos que seleciona, dá suporte e acelera empreendimentos de alto impacto, também tem contribuído para aumentar o interesse de startups estrangeiras pela cidade.

Contando com mais de 1200 startups instaladas, Miami levantou em fundos de investimentos para startups mais de US$ 700 milhões nos últimos 12 meses. Investidores anjo têm-se organizado e criado grupos para mentorar e aumentar o número de investidores locais em tecnologia. A AGP Miami, o maior grupo de investidores anjos da cidade, quadruplicou o número de membros até o início do ano passado. Sem falar que Miami tem o maior número de bancos internacionais do país.

Outros bons motivos para se instalar em Miami são a baixa incidência tributária, uma das menores dos EUA, e a localização estratégica, que a posiciona com porta de entrada para outras regiões dos Estados Unidos e da América Latina. E a grande comunidade brasileira presente na cidade é mais um atrativo para startups que vêm do Brasil.

Alguns dos casos de sucesso mais conhecidos instalados em Miami são a Open-English, que usa professores nativos para ensinar inglês a seus usuários, e a HealthCare.com, que ajuda cidadãos americanos a procurar o melhor plano de saúde. Nos últimos 12 meses, a cidade sediou mais de três mil eventos relacionados a startups.

[/fusion_text][/fusion_builder_column][/fusion_builder_row][/fusion_builder_container]

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência!