Startout Brasil e StartOuters figuram no Ranking 100 Open Startups

O Ranking 100 Open Startups, que destaca anualmente as startups mais atraentes para o mercado corporativo e as empresas líderes mais engajadas no ecossistema de inovação, elegeu o programa StartOut Brasil como TOP 20 na categoria Ecossistema e 21 StartOuters como TOP 10 em suas áreas de atuação.

O prêmio também destacou 11 empresas que participaram do programa na lista geral das 100 startups mais atraentes para o mercado corporativo, além de nomear as StartOuters VG Resíduos, Pix Force e TNS como TOP 1 nas categorias IndTechs, Artificial Intelligence e CleanTechs, respectivamente.

Para determinar a classificação das startups, foram consideradas a quantidade e a intensidade das parcerias dessas com grandes empresas (Open Innovation). Já a ordem dos agentes fomentadores do ecossistema de inovação brasileiro foi determinada com base no número de empresas premiadas que reconheceram a importância do programa em suas trajetórias. Ao todo, o StartOut Brasil foi citado 10 vezes, ficando em 11º lugar em sua categoria.

Abaixo você confere a lista completa das StartOuters presentes no Ranking 100 Open Startups:

  • Carefy – 8ª colocada na categoria HealthTechs, a startup oferece uma plataforma de gestão de pacientes internados com sinalização de inconformidades para melhora da assistência e otimização de custos em saúde;
  • dLieve – O sistema de gestão em tempo real de entregas e serviços, roteirização e disparo de previsão do horário de chegada para clientes ficou em 4º lugar entre as AutoTechs;
  • Engage – 5ª entre as HRTechs e 19ª na lista das TOP 100 Open Startups, a StartOuter Graduada disponibiliza uma plataforma gamificada de aprendizagem que aumenta em quatro vezes a participação dos colaboradores nos treinamentos corporativos;
  • Everlog – Conectando embarcadores e provedores logísticos com tecnologia e eficiência, a Everlog ficou na 2ª posição entre as LogTechs e 25ª entre as 100 startups que mais estabeleceram relações de inovação aberta no ano;
  • Flex Interativa – Pioneira no desenvolvimento de soluções interativas, como games para treinamentos e experiências digitais e imersivas, a startup ficou em 5º lugar na categoria Artificial Intelligence;
  • GoEpik – Entre as IndTechs, ficou na 4ª posição. A empresa que moderniza e simplifica o dia a dia de empresas com automação/digitalização de processos, integração de sistemas e tecnologia 4.0 também ficou com a 66ª colocação no TOP 100 Open Startups;
  • Implanta IT Solutions – Aproximando a indústria do seu consumidor final com soluções de inteligência de dados, a StartOuter ficou com o 5º lugar entre as AgriTechs;
  • MOB Innovation + Engineering – Fornecedora de soluções escalonáveis de IoT para a indústria e serviço, a startup ficou com a 10ª posição na categoria de IoT;
  • Molegolar – 3º lugar entre as ConstrucTechs e 72º na lista do TOP 100 Open Startups, a Molegolar possibilita a formação de plantas arquitetônicas que se adaptam às necessidades dos usuários pela combinação de módulos para várias metragens;
  • MondoDX – Construindo produtos digitais para demandas de clientes e soluções proprietárias para o mercado, o lab de inovação ficou em 9º na categoria Productivity e 90º entre as TOP 100 Open Startups;
  • NeuralMind – 7º lugar na área de Artificial Intelligence, A NeuralMind desenvolve produtos para aprimorar análises jurídicas, garantir compliance em operações e detectar fraudes;
  • Pix Force – Conquistando a 1ª colocação na categoria Artificial Intelligence e eleita a 6ª startup que mais estabeleceu relações de inovação aberta no ano, a Pix Force aplica visão computacional e machine learning para interpretação automática de imagens e vídeos;
  • PlataformaVerde – Entre as GovTechs, a rede privada de Blockchain as a Service ficou em 10º lugar;
  • PluriCell Biotech – A startup que desenvolve terapias celulares baseadas em células tronco pluripotentes ficou com a 3ª posição na categoria BioTechs;
  • Pris – Ocupando o 9º lugar entre as 100 startups que mais estabeleceram relações de inovação aberta no ano e a 2ª posição na lista das HRTechs, a Pris simplifica a gestão e dá visibilidade ao pacote de remuneração variável das empresas;
  • Psicologia Viva – 2ª entre as HealthTechs e 56ª na lista das TOP 100 Open Startups, a Psicologia Viva é uma plataforma de telemedicina na área de psicologia;
  • Safe Trace – A plataforma completa em Blockchain para a rastreabilidade de alimentos, verificação socioambiental, auditorias e análises de qualidade ficou com a 4ª posição entre as AgriTechs;
  • TNS – Ganhadora na categoria CleanTechs e ocupando o 52º lugar na lista das TOP 100 Open Startups, a StartOuter Graduada contribuir para a sociedade com tecnologias químicas sustentáveis que promovem o bem estar e a saúde;
  • Ubivis – A startup que implementa processos inteligentes de tomadas de decisão operacional ficou com a 10ª posição na área de IndTechs;
  • Ubots – Aplicando inteligência artificial para gerar eficiência e excelência no relacionamento entre marcas e pessoas, a Ubots aparece em 2º lugar na categoria Customer Service e em 36º na lista das TOP 100 Open Startups;
  • VG Resíduos – TOP 1 na relação de IndTechs e ocupando a 36ª posição entre as TOP 100 Open Startups, a VG Resíduos fornece uma plataforma online que possibilita a gestão de resíduos completa, da geração até a destinação final.

 

Para saber mais sobre o prêmio, acesse: https://www.openstartups.net/site/ranking/index.html

2020-11-25T09:58:11-02:00