Startups concorrem a 15 vagas na Missão de Imersão do Ciclo Bogotá-Medellín do StartOut Brasil

//Startups concorrem a 15 vagas na Missão de Imersão do Ciclo Bogotá-Medellín do StartOut Brasil

Startups concorrem a 15 vagas na Missão de Imersão do Ciclo Bogotá-Medellín do StartOut Brasil

De 04 a 15/12, foi realizado o Demoday da Missão Virtual, momento em que os empreendedores apresentaram seus pitches para uma banca de parceiros e investidores colombianos. Ao todo, 38 startups participaram das sessões, que foram transmitidas ao vivo pelo canal do StartOut no YouTube. Em janeiro, as Agendas de Negócios serão realizadas até o dia 29 e a divulgação das aprovadas para a Missão de Imersão, segunda etapa do Ciclo, acontece após essa data.

Desde outubro, quase 40 startups brasileiras selecionadas para a Missão Virtual do ciclo Bogotá-Medellín participaram de atividades como webinars de mercado, mentorias coletivas, mentorias técnicas, treinamentos de pitch e reuniões de negócios.

Até 15 startups serão selecionadas para a próxima fase. “A Missão Virtual do ciclo Bogotá-Medellín nos surpreendeu muito. Não parece que foi a primeira edição digital do StartOut dada a perfeição na condução dos trabalhos. As atividades remotas foram muito positivas e nos ensinaram sobre internacionalização”, comenta Juliana Gonzalez, consultora de inovação da Labsoft, participante do ciclo. A empresa, que já participou do ciclo Miami, digitaliza e automatiza processos laboratoriais e de controle de qualidade.

Segundo Juliana, a Colômbia já estava nos planos de internacionalização da startup. Por isso, quando o ciclo foi anunciado, a equipe responsável pela expansão da empresa logo realizou a inscrição para que pudesse concretizar seu objetivo com o amparo do Governo Federal.

“Nos inscrevemos para essa missão com o intuito de conhecer o ecossistema do mercado colombiano e avançar em nossa estratégia de expansão para América Latina. Com o conhecimento adquirido e a exposição obtida, estamos cada vez mais perto de alcançar este objetivo”, complementa Juliana.

Outra empreendedora que participou da missão virtual foi a Raíssa Assmann Kist, CEO e cofundadora da Herself, marca brasileira responsável por desenvolver calcinhas reutilizáveis para o ciclo menstrual. De acordo com a fundadora, foi muito importante para a startup participar da Missão Virtual do StartOut Brasil por conta da especificidade do ecossistema colombiano.

“A gente já estava em um processo de internacionalização para o Uruguai, mas a Colômbia é muito singular em relação à cultura. Por isso, foi muito importante imergir neste país com a infraestrutura do programa e com a ajuda de mentores, para criar laços, estreitar relações com empresas locais, validar as intenções do mercado e se a solução é aderente ao mercado local”, finaliza Raíssa.

2021-01-13T18:22:00-02:00