Startups participam de workshop de preparação para imersão em Boston

Nos dias 23 e 24 de agosto, as startups selecionadas para o StartOut Brasil ciclo Boston tiveram a oportunidade de participar de um workshop presencial em São Paulo. As startups já vinham recebendo orientações de forma online, mas nestes dois dias elas puderam conhecer um pouco melhor cada um dos organizadores do StartOut Brasil, realizar networking, ter acesso a agenda da missão e passar por Elevator Pitch, treinamento de pitch e reuniões com o matchmaker.

Na ocasião, os empreendedores também assistiram a palestras de representantes do Centro de Inovação, Excelência e Liderança (IXL Center); da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP); e do SelectUSA, programa do governo dos EUA que facilita o processo de conquista de investimento.

Segundo Helio Silva, Sócio e CIO da Reciclapac, startup que desenvolveu uma solução em nuvem para gestão de ativos e bens produtivos no processo de logística das empresas, o StartOut tem exercido um papel muito importante para quem tem a aspiração de se tornar global.

“Para ter uma solução que pode ser utilizada globalmente você precisa ter presença e entender como é a sua imagem em outros países. O StartOut tem nos dado esse tipo de informação e conhecimento.  Além disso, a qualidade dos mentores ajuda no amadurecimento das startups. Durante o workshop presencial tivemos a oportunidade de realizar treinamento de pitch com pessoas fantásticas, recebemos informações de mercado e nos relacionamos com outros empreendedores. Inclusive, conhecemos várias startups e já identificamos possibilidades de negócios. Portanto, em termos de conhecimento e relacionamento, o programa é sensacional”, comenta Silva.

Da mesma forma, Mario Cabral, CEO da Engage, startup que ajuda grandes empresas a aumentarem o engajamento dos colaboradores durante treinamentos, acredita que o programa o ajudou a perceber que a empresa poderia ser global. O empreendedor já passou pelo StartOut Santiago e agora está a caminho de seu segundo ciclo.

“No ciclo Santiago do StartOut Brasil aprendemos a pensar muito maior do que estávamos pensando até então e, de forma concreta, atingimos o nosso objetivo, que era estabelecer um parceiro. Por isso, quando vimos as inscrições abertas para Boston, logo nos candidatamos. A cidade é propícia para soluções como a nossa: SaaS B2B. Lá pretendemos resolver a dúvida de como o americano lida com uma empresa ou empreendedores do Brasil. Queremos entender como será a recepção deles”, afirma Cabral.

Sobre o ciclo Boston

O 8º ciclo de internacionalização do StartOut Brasil ocorrerá entre os dias 22 e 27 de setembro de 2019. Nele, 17 startups farão uma imersão no ecossistema de Boston, Estados Unidos, para visitar aceleradoras, incubadoras e empresas locais; participar de seminário de oportunidades, reuniões com prestadores de serviços e encontros de negócios organizados pelo programa; além de realizar uma apresentação para possíveis investidores e parceiros.

De acordo com Roberto Machado, Cofundador da MarketFit, plataforma americana de aceleração de startups focada em treinamento de pitch, que atua no StartOut ajudando as companhias na preparação do pitch, o mercado de Boston é extremamente dinâmico. “É um dos hubs de inovação dos Estados Unidos, junto com o Vale do Silício, Nova York e Los Angeles, por exemplo. É um mercado bastante desenvolvido, com bons níveis educacionais e empresas locais muito qualificadas. Nele, os empreendedores poderão, não só vender as soluções e tecnologias, mas também aprender sobre um dos principais mercados americanos”, observa Machado.

2019-09-03T15:47:43+00:00