Xangai será a sede do último ciclo de 2019 do StartOut Brasil

Em seu último ciclo do ano, o StartOut Brasil irá levar 19 startups para uma imersão em Xangai, sendo 15 negócios na categoria “ampla concorrência”, ou seja, empresas que nunca participaram ou participaram de apenas uma edição do StartOut Brasil; e quatro na categoria “graduadas”, composta por empresas que já estiveram em dois ou mais ciclos de imersão oferecidos pelo programa.

Fundadas nos anos de 2016 ou 2017 (63%), esses negócios, em sua maioria B2B (58%), atuam no setor econômico de entretenimento, logística, manufatura, realidade virtual e aumentada, IoT, entre outras. Além disso, 95% das selecionadas já têm clientes/usuários.

Com faturamento de até US$ 500 mil em 2018 (68%), elas tiveram um significante aumento no número de clientes/usuários pagantes nos últimos 12 meses e já têm previsão de vendas futuras (63%). Provenientes, principalmente, das regiões sudeste e sul do país (79%), suas equipes são compostas por mais de 13 colaboradores full time (37%).

Estas soluções já receberam suporte de incubadora, aceleradora ou parque tecnológico (68%) e ainda estão recebendo apoio de ao menos um deles (54%). Eles também atuaram com grandes empresas (58%) e receberam investimento (53%) de Venture Capital ou investidor anjo (31%).

Em relação a internacionalização, essas startups, em sua maioria, já realizaram negócios no exterior (68%), apesar de nunca terem participado do StartOut Brasil (63%). No mercado chinês, elas objetivam mapear clientes e parceiros e conquistar investimento (63%).

2019-11-05T16:59:32+00:00